Temporada

Temporada 2017: Jogo - "STEAMWorks" first-steamworks-transparent-logo No ano de 2017, o tema da competição é baseado na Era do Vapor. FIRST STEAMWorks é um jogo onde cada aliança possui seu dirigível (movido a vapor), e uma caldeira para alimentar o dirigível, onde seus robôs necessitam atirar bolinhas para gerar o vapor na parte de cima e de baixo da caldeira e colocar Gears (Engrenagens) no dirigível, fazendo com que seus rotores “liguem” para que haja o seu lançamento. A pontuação é dada pelo maior número de rotores ligados, maior quantidade de vapor na caldeira e principalmente pelo maior desafio, fazer com que o robô escale uma corda ao final da partida, acionando um Touchpad, simulando o lançamento do Dirigível. A partida é disputada por duas alianças, compostas por três equipes cada. Tem duração de 2 minutos e 30 segundos, sendo os 15 primeiros para o período autônomo, no qual os robôs fazem as tarefas sem intervenção humana, após este período os pilotos assumem o comando do robô. A dificuldade encontrada nesse jogo é fazer o robô desenvolver todas as tarefas designadas e escalar a corda ao final da partida, pois além de precisarem lançar o maior número de bolinhas na caldeira, conseguir uma boa pontuação e ligar o maior número de rotores que puderem, precisam enfrentar as defesas da aliança inimiga.    

Robô - "TCS XII"robo

O robô TCS XII desenvolve suas funções de jogo com eficiência e excelência, além de agilidade e inovação, que faz com que ele se destaque dentre outros robôs. Ele possui uma nova tração, não utilizada até então pela equipe, utilizando menos motores, deixando-o mais rápido, coloca de 5 a 8 engrenagens nos LIFTS para que sejam ligados os rotores e escala a corda ao final da partida em um tempo máximo aproximado de 5 segundos

         
Temporada 2016: Jogo - "Stronghold"   firststrongholdNo ano de 2016, o tema da competição é baseado no tempo Medieval, FIRST STRONGHOLD é um jogo onde cada aliança possui sua torre, cinco barreiras e a passagem secreta, na qual permite que seus robôs reabasteçam a munição, chamada de pedras (boulders=bolas). O objetivo é fazer as alianças violarem a defesa do oponente, conhecida como OUTER WORKS e capturar sua torre. Assim, eles ganham pontos cruzando os elementos de defesa do adversário e acertando as pedras nas torres deles. Liberam a torre para escalar e finalizam com mais pontos. A partida é disputada por duas alianças, compostas por três equipes cada uma. Tem duração de 2 minutos e 30 segundos, sendo os 15 primeiros para o período autônomo, no qual os robôs fazem as tarefas sem intervenção humana, após este período os pilotos assumem o comando do robô. A dificuldade encontrada neste jogo é fazer o robô desenvolver todas as tarefas designadas e ultrapassar as barreiras, pois três defesas são estrategicamente selecionadas pela aliança antes do início do jogo e a defesa final muda periodicamente por escolha da torcida, assim não saberemos qual defesa teremos que invadir.

A pontuação é distribuída da seguinte maneira:

Modo autônomo:

  • Alcançando a defesa obtemos 2 pontos.
  • Cruzando a defesa, 10 pontos.
  • Pedra dentro do alvo mais baixo da torre, 5 pontos.
  • Pedra dentro do alvo mais alto da torre, 10 pontos.
 

Modo tele operado:

  • Cruzando a defesa, 5 pontos.
  • Pedra dentro do alvo mais baixo da torre, 2 pontos.
  • Pedra dentro do alvo mais alto da torre, 5 pontos.
  • Desafiando a torre (per Robot), 5 pontos por cada robô.
  • Escalando a torre (per Robot), 15 pontos.

Robô - "TCS 11"

  O robô deste ano desenvolve as funções do jogo com IMG-20160408-WA0028eficiência e agilidade, ele pega a bola sugando-a e a arremessa através de roletes. Ele pode atuar tanto no ataque quanto na defesa, e ultrapassa três de cinco barreiras designadas pela regra. Também possuímos um dos melhores autônomos das regionais em que participamos (Dallas / Lubbock).

Resultado na classificação geral / Premiação:

Dallas: 8° lugar / Judges Award - Reconhecimento dos juízes para com a equipe que melhor disseminou a ciência e tecnologia para a comunidade, e trabalha em equipe desenvolvendo os princípios da FIRST.

Lubbock: 9° lugar / Chairman's Award - Equipe que melhor envolve a comunidade com a missão da FIRST, transformando a ciência, robótica e tecnologia em fatores importantes e de fácil acesso para todos.

 
Temporada 2015: Jogo - "Recycle Rush"
2015No ano de 2015, a First elaborou robo2015um jogo com o tema reciclagem, para mostrar à sociedade a importância da preservação do meio ambiente. O objetivo era fazer pilhas (caixas, balde e macarrão) em uma plataforma de pontuação. A partida era disputada por duas alianças, compostas por três equipes, ou seja, cada aliança com três robôs jogando em conjunto. A partida tinha duração de 2 minutos e 30 segundos, sendo os 15 primeiros segundos para o período autônomo, no qual os robôs faziam as tarefas sem intervenção humana, após este período os pilotos assumiam o comando do robô. As pontuações eram feitas através de pilhas, e quanto maior, mais pontos. Porém, havia um limite de altura para se pontuar. De cada lado havia 3 robôs que juntos pontuavam para sua aliança.
Robô - "TCS 10" O robô foi construído com Staker (pequenas garras com apoios), suficientes para agarrar tanto a caixa como também o balde. Com um design inovador, ganhamos merecidamente o prêmio de Industrial Design Award sponsored by General Motors, que visava o robô com melhor design para o objetivo da competição.
Temporada 2014: Jogo - "Aerial Assist"
jogo2014No ano de 2014, a First elaborou um jogo dinâmico, prezando o trabalho interativo com os robôs. A meta do jogo era acertar uma bola em um alvo de formato retangular, tendo uma bola por lance, porém a pontuação da bola aumentava conforme o número de assistências entre os robôs, além disso, na arena havia uma estrutura com formato de treliça, que atravessava de uma ponta a outra da arena. Quando o robô arremessava a brobo2014ola por cima dessa estrutura era contado como uma assistência, acrescentando mais pontos na pontuação final do lance. E assim, permanecendo o tempo e o formato dos jogos anteriores. Robô - "TCS 9" Desenvolvido para alcançar um único objetivo no jogo. O robô deste ano foi criado para desenvolver todas as funções do jogo com eficiência, desde pegar e tocar a bola para os robôs da aliança até lançar a bola para fazer gols. O destaque foi à ótima tração que permitiu ao robô se mover rapidamente e também atuar na parte defensiva.

Temporada 2013: Jogo - "Ultimate Ascent" Jogo2013 No ano de 2013, a First elaborou um jogo com discos e como desafio principal escalar uma pirâmide no centro de cada aliança. A partida era disputada por duas alianças, compostas por três equipes, ou seja, cada aliança com três robôs jogando em conjunto. A partida tinha duração de 2 minutos e 30 segundos, sendo 15 primeiros segundos para o período autônomo, no qual os robôs faziam as tarefas sem intervenção humana, após este período os pilotos assumrobo2013iam o comando do robô. As pontuações eram de duas maneiras, a primeira era arremessando os discos nos alvos (3, 2 e 1 ponto “conforme altura”), a segunda pontuação era concedida ao escalar a pirâmide (três níveis), para cada nível alcançado uma pontuação. Robô - "TCS 8" Em 2013 o time buscou uma estratégia diferente do normal, realizando apenas o desafio principal. Sua tração mais baixa proporcionava maior facilidade de movimentação em quadra e seu sistema de elevação era completamente diferente de qualquer robô da competição. Três barras, sendo uma para cada nível, o robô tinha como único objetivo escalar a pirâmide, fazendo assim 30 pontos. Um dos pontos fortes dessa estratégia era que, para a escalada, o robô só dependia de si mesmo, pois quaisquer contatos que os robôs adversários fizessem com o robô seriam de alta penalidade.  
Temporada 2012: Jogo - "Rebound Rumble"
O jogo é formado por duas alianças cada uma com três equipes. Cada aliança tem o objetivo de marcar a maior pontuação possível, jogando as bolas de basquete no hoops dentro do período do jogo (2 minutos e 15 segundos).A pontuação é marcada conforme o grau de dificuldade da hoops (3, 2 e 1 ponto) pontos extras são atribuídos a aliança As alianças ganham pontos bonus se ambas trabalharem juntas e em equilíbrio na ponte branca localizada no centro da quadra. Essa nova forma de pontuação faz com que as equipes mesmo competindo entre si trabalhem em conjunto desenvolvendo uma parceria valiosa. Robô - "TCS 7" Sua tração mais alta possibilitava a passagem pela barreira (obstáculo no centro da quadra) sem nenhuma dificuldade. O chutador, com uma alta velocidade, permitia acertar o nível mais alto da cesta e como diferencial deste ano o robô, por meio de uma câmera, indicava sozinha a posição correta do alvo devido à sua luminosidade. O robô também trouxe como destaque suas cores que lembravam às cores do basquete.

Temporada 2011: Jogo - "Logomotion" 2011Em 2011 a FIRST lançou dois desafios para os times da FRC, construir um robô capaz de apendurar boias formando o logo da FIRST (triângulo, círculo e quadrado) e um minirobô, chamado mini-bot, para subir em uma torre, com 3m de altura. Formado por duas alianças cada uma com três equipes, os robôs recolhiam as boias do chão ou pegavam a mesma da mão de um jogador humano posicionado no outro lado da quadra e colocava em uma parede com 18 hastes. Para finalizar o jogo e obter uma pontuação extra, o robô devia implantar o mini-bot em uma torre paara que ele subisse até o topo e ativasse um sensor. Robô - "TCS 6" O robô 2011 adquiriu vários diferenciais. O chassi ganha destaque por aceitar uma torção por irregularidades no piso e golpes sem sofrer quaisquer variações e com os eixos das rodas acoplados a um conector faz com que ele aceite um desnível de 0,6mm. Sua garra foi projetada para pegar as boias direto do chão enquanto o robô estiver em movimento e possibilita ângulos diferentes que facilita na colocação das boias nas hastes. Mas a novidade mais surpreendente é o MINIBOT, um pequeno robô acoplado na parte traseira do robô TCS-6, esse pequeno destacou-se por ter uma grande velocidade o que foi seu grande diferencial na regional subindo em menos de 3 segundos.

Temporada 2010: Jogo - "Breakaway" O Breakaway é um jogo dinâmico e interessante, baseado no futebol. Duas alianças compostas de três equipes. Cada equipe deve construir um robô capaz de chutar bolas de futebol, de forma que alcance o gol para pontuar. Em quadra como obstáculo, havia duas rampas no meio da arena e cada uma com um túnel. Além dos pontos do gol, pontos adicionais eram obtidos apenas pelas equipes que conseguissem fazer com que seu robô ficasse pendurado em uma torre de 2,28m de altura em quadra. Para cada bola no gol um ponto marcado, robôs elevados na torre ou plataforma eram dois pontos e robôs suspenso de outros robôs que estavam na torre eram três pontos de bônus. Robô - "TCS 5" O robô de 2010 foi construído estrategicamente para ter um movimento de 360º em um único eixo, através de suas rodas conhecidas como Omni ou Mechano obtendo movimentos livres para o robô, ou seja, andar em qualquer direção e ângulo. O chute é produzido por um braço de forma rotacional. A bola, como não podia ser agarrada, entrava em contato com roletes controlados pelo operador desenvolvidos na parte frontal, esse rolete possibilitava o robô ir para frente e para trás sem perder a bola. A novidade mais surpreendente para todo o sistema mecânico, eletrônico e controladores foi à câmera, utilizada com sua lente voltada para o alto, mas acima dela encontra-se um globo espelhado que proporciona ao piloto uma visão de 360º do robô, isto o auxiliava muito ao ver alguma bola.
Temporada 2009: Jogo - "Lunacy" O jogo trazia diversas novidades às equipes participantes, a começar pelo piso da arena composto de um tipo de polímero, as rodas sofreram alterações de forma que ao entrar em contato com o chão o robô deslizava com mais facilidade. Três tipos de bolas eram lançados em quadra com pontuações diferentes, que são identificadas por nomes e cores "Moon Rock (laranja e roxo)" e "Empty Cell (Laranja e Azul)" vale2009ndo 2 pontos e "Super Cell (Verde e Roxo)" que valia 15 pontos. Os robôs possuíam um trailer da equipe adversária, onde são armazenadas as bolas para que possa ser calculada a pontuação. Robô - "TCS 4" O robô 2009 foi montado para efetuar manobras com mais facilidade ajudando na pontuação. Para isso, foram utilizadas três rodas para uma melhor movimentação e o uso de um potenciômetro para melhor controlar o robô. A placa onde se montam os componentes era de fácil remoção, visando a manutenção mais prática e segura, já que a parte mecânica pode ser arrumada ao mesmo tempo que a eletrônica, sem que uma equipe interfira na outra. Diferencial esse destacado na regional.
Temporada 2008: Jogo - "Overdrive" O jogo era composto por duas alianças, cada uma com três equipes. No centro da quadra existe uma estrutura elevada de aproximadamente 2m do chão onde se posicionava 4 bolas de 1,16 metros de diâmetro chamadas de Trackballs (duas bolas para cada aliança). O objetivo do jogo é de mover o trackballs dentro da quadra e ao redor da divisória, como em um circuito de corrida, cada volta completa efetuada no circuito o mais rápido possível era acrescentados pontos a aliança. Pontos bônus eram marcados cada vez que as trackballs passam pela linha de chegada. Robô - "TCS 3" O robô 2008 era muito chamativo, sendo assim inovador. Com um sistema de braço dobrável, que ao derrubar a bola, possibilitava a passagem por debaixo da estrutura central da arena sem dificuldade. Com uma estrutura do chassi mais baixa facilitava nas manobras e na agilidade em quadra, proporcionando um diferencial na pontuação da competição.
Temporada 2007: Jogo - "Rack'n'Roll" Composto por duas alianças com três equipes em cada, realizado em uma quadra de 16 por 8 metros com uma estrutura central (Rack) que tem 24 "braços". Para poder pontuar, os times utilizam três tipos de boias chamadas de "Keepers", "Ringer" e "Spoilers". As Keepers são boias utilizadas somente no período autônomo, elas não podem ser canceladas pelas Spoilers, as Ringer são boias que são utilizadas no período controlado e podem ser canceladas pelas Spoilers, as Spoilers são boias que também só podem ser utilizadas no período controlado com a finalidade de cancelar as Ringer quando colocadas na frente da mesma. O modo autônomo era de 15 segundos, onde os robôs tinham que colocar um Keeper em um dos braços do Rack utilizando um sistema de visão, que identifica cor, para encontrar um dos quatros alvos luminosos no topo do Rack. O Robô - "TCS 2"   O Robô 2007 foi um projeto "diferente", mais arrojado, um desafio para a equipe. Um chassi mais leve e um braço capaz de pegar boias caídas no chão da quadra, em um movimento semelhante ao de uma pinça o robô possuía uma maior agilidade em quadra. Em destaque mais uma vez no período autônomo, o robô se orienta por uma câmera instalada abordo possibilitando colocar a boia no local desejado, sendo o único robô da regional brasileira a cumprir esse desafio do período autônomo.
Temporada 2006: Jogo - "Aim High" O jogo era composto por 4 rodadas de 40 seg. e um período autônomo, os times formavam duas alianças composta por três equipes, cada aliança jogava duas rodadas no ataque e duas rodadas na defesa. O principal objetivo era marcar pontos em um gol elevado, esse gol possuía três aberturas, uma central (3 pontos) e duas laterais (1 ponto) cada qual com seu grau de dificuldade e sua pontuação. O período autônomo era constituído de um tempo de 10 segundos, que ao acertar o gol mais elevado garantia 10 pontos. Antes das quatro rodadas, o objetivo desse período era garantir pontos extras e a definição de qual aliança iniciaria na defesa e ataque. Pontos extras também eram obtidos se o robô antes do término do jogo se colocasse em uma plataforma localizada abaixo de cada gol, um robô equivalia a 5 pontos, dois robôs a 10 pontos e três robôs a 25 pontos. Robô - "TCS 1" O Robô de 2006 TCS 1 do time Cephatron foi construído com o kit básico da FIRST, foi elaborado com características defensivas, pontuava através de um sistema de “esteiras” embaixo do robô que recolhia as bolas espalhadas na quadra e empurrava para os gols mais baixos. Um diferencial era o período autônomo, ele se posicionava de forma eficiente na quadra, o que também era muito útil para estratégias defensivas. O robô se destacou por algumas características do cesto que além de acumular bolas era uma excelente barreira para bloquear. Essas características fizeram do TCS1 um dos melhores robôs defensivos da regional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *